quarta-feira, 25 de junho de 2014

Original Sin - 65 Capitulo (5.6)

| |




Selena: Você voltou. – Murmurou, sorrindo, quando o marido entrou em casa, no anoitecer.

Nicholas: Eu prometi que voltaria. – Ele sorriu, se aproximando para beija-la. Selena enlaçou os braços no ombro do marido, beijando-o com paixão e saudade.

Entretanto, o beijo não durou tanto tempo quanto os dois desejavam.

Rosa: Senhora. – Chamou, tímida, após um gritinho de Rosalie separar N&S.

A menina estava linda. Usava um vestidinho rosa bebê, e sapatinhos brancos. Na cabeça, sob o cabelo louro impecável, a tiara que a mãe fez. Nicholas sorriu.

Nicholas: Coisa mais preciosa da vida do seu pai. – Chamou, sorrindo, e Rose estendeu os bracinhos pra ele, que a carregou.

Selena: Ela é a coisa mais preciosa da sua vida? – Perguntou, fingindo estar emburrada. Rosalie se abraçou ao pai, ciumenta.

Nicholas: É. – Confirmou, sorrindo.

Selena: Ah, obrigado pela parte que me toca. – Resmungou, e se virou de costas pra ele, cruzando os braços, rindo baixo da vaidade da filha. Nicholas riu e abraçou ela por trás, dando-lhe um beijo apertado no pescoço.

Nicholas: Ela é a coisa mais preciosa. E você é a minha vida. – Disse, sorrindo.

Tanto amor, que o corpo parecia ser pequeno pra aguentar. Era um tipo de amor que dava ganas de gritar. Que sufocava só em pensar em perder. Selena se virou pra ele, que puxou ela pela cintura com o braço livre, iniciando outro beijo. Ela se entregou nos braços do marido, apaixonada, feliz. Até que os dois receberam um tapa de Rosalie, que cansara de segurar vela.

Selena: Sempre. – Repreendeu, mas sorria enquanto acariciava a orelha. A menina observou a mãe, com os olhos verdes flamejando de uma alegria inocente, por ter os pais ali.

Nicholas: Venha, vamos jantar. – Chamou, rumando a sala de jantar.

Selena limpou o canto da boca, e ia seguindo o marido, quando algo lhe chamou atenção. A sensação de estar sendo observada. Ela se virou, e Britt estava no corredor atrás dela. Pelo visto, tinha presenciado toda a cena. A loira tinha um sorriso satisfeito no rosto. Acenou positivamente com a cabeça e seguiu seu rumo. Selena fez uma careta, mas foi atrás do marido. O jantar ocorreu normalmente, tranqüilo. A família toda estava na sala de estar, quando aconteceu.

Demetria: Está na hora de alguém ir pra cama. – Comentou, vendo a carinha sonolenta do filho. Joseph olhou Diego, e sorriu. – Já comeu, já está limpo, que tal dormir um pouqu... o que... – Ela olhou o chão por um momento, Selena olhou pra ela – UM RATO! – Berrou, derepente.

Foi o suficiente. Suri pulou pra cima do sofá. Demetria subiu na cadeira. Gregg engasgou no riso, com um gole de bebida. Selena se bateu com Britt ao tentar subir na cadeira, nas pressas. Conseguiu subir antes, mas, no susto, até ajudou a loira, dando a mão a ela e ajudando-a a subir, dividindo a poltrona com ela. Joseph riu, e tirou Diego do caminho. Nicholas fez o mesmo com Rosalie, com o rosto vermelho do riso. A menina observava a cena, confusa e alegre.

Selena, Britt, Demetria e Suri: MATA! – Pediram em coral, agoniadas, olhando o rato.

Mas os três homens não conseguiam se mexer, de tanto rir. Nicholas colocou Rosalie no carrinho de bebê, pondo a mão na barriga em seguida.

Demetria: JOSEPH, EM NOME DE DEUS, TIRA ISSO DAQUI! – Pediu, exasperada. Mas o marido não tinha condições.

Gregg foi até o rato. Era minúsculo, e branco. Parecia até que tinha tomado banho, ele observou, em seu riso. Era o primeiro rato que aparecia naquela mansão. Gregg pegou o animal pelo rabo, erguendo-o no ar. A gritaria piorou drasticamente.

Britt: GREGG, PÁRA! NÃO! – Gritou, se encolhendo, quando o marido se aproximou dela, rindo, com o rato no ar.


Selena: Nicholas! – Chamou, aflita, ao ver Gree se aproximar dela e de Britt com o animal na mão.

Nicholas sorriu. Era bom saber que era ele que Selena chamava quando tinha medo. Ele se aproximou dela, oferecendo-lhe a mão.

Nicholas: Vem, minha medrosa. – Chamou, rindo. Selena pulou no colo dele, com medo do rato, e ele a abraçou, afastando-a dali. Percebeu que ela estava fria, e tremia – Calma, meu amor. – Pediu, acariciando os cabelos dela.

Gregg, por fim, foi até a janela e soltou o rato. Britt partiu pra cima dele com uma almofada na mão, enquanto Joseph continuava rindo. Demetria se sentou, aliviada, respirando fundo.

Britt: MATO VOCÊ, DESGRAÇADO! - Ela jogou a almofada com tudo no marido que se esquivou, rindo.

Nicholas: Você não é nada sem mim. – Acusou, brincando enquanto ela se acalmava.

Selena: Meu herói. – Retribuiu, sorrindo, antes de beija-lo outra vez. Não havia calmante melhor que aquele.



Comentem Gattonas


Creditos: Samilla Dias

Um comentário: