domingo, 25 de maio de 2014

Original Sin - 17 Caitulo

| |




Os meses foram passando normalmente. O relacionamento de Selena voltou a ser o pior possível. Brigas todos os dias, por todos os motivos. Nicholas se irritava por tudo. Ela não respondia, sabia seu lugar. Mas tinha vezes que passava dos limites, ela jogava tudo pro alto, e eles só faltavam sair na mão. Selena se magoava muito com isso, mas suas única esperança era o dia, nem que fosse só um, em que o seu Nicholas estaria livre de novo.

Joseph: Théo deu problemas novamente. - Disse, após abrir uma carta - Renée pede pra que ele passe um tempo aqui, enquanto as coisas se acalmam por lá.

Demetria: Quem é Théo? - Perguntou, enquanto encostava a cabeça no ombro dele

Joseph: Um primo. - Disse simplesmente envolvendo ela no braço, pousando a mão na barriga já saliente dela.

Nicholas: Nem pensar. - Disse, erguendo os olhos

Gregg: Aquele garoto é um problema. - Disse interrompendo a conversa com Suri, que estava sentada em sua perna

Selena: O que ele tem? - Perguntou, confusa

Nicholas: Visões. - Ele ergueu as mãos, revirando os olhos - Pra mim ele tem é algum distúrbio. Diz coisas sem pé nem cabeça, titulando como futuro.

Joseph: Não podemos ignorar a carta. Vamos, é nosso primo, não deve demorar.

Nicholas: Eu não vou cruzar o oceano pra buscar aquele menino. - Avisou

Joseph: Eu posso ir. - Deu os ombros


Demetria: Quê? Ah, David, não! - Ela se apertou nele fazendo bico, ele riu, selando os lábios com os dela

Gregg: Eu posso ir. Aproveito pra ver a Britt.

Selena sentiu um buraco no estomago. Gregg longe não era uma coisa que pudesse suportar agora. Mas foi assim que ficou acertado. Gregg iria daqui a dois dias. Dois dias que se passaram insuportavelmente rápido. Selena estava no chalé, sozinha. A melancolia se apossava dela cada vez mais.

Estou pensando em você
Hoje
à noite em minha solidão insone ♫


Gregg: Sabia que te encontraria aqui. - Disse, fechando a porta

Selena: Eu vou sentir sua falta. - Disse olhando a lareira

Se é errado amar você
Então meu coração não vai deixar agir certo
Porque me afoguei em você
E
não sobreviverei sem você do meu lado ♫


Gregg: Eu também. Mas, ei, antes que você possa sentir, eu vou estar aqui. - Ele se postou atrás dela, alisando seus braços

Selena: Você é a única coisa que eu tenho, Gregg. O único que me anestesia tudo o que eu vivo aqui. - Ela disse, olhando o fogo lamber os pedaços de madeira na lareira - Não me tome por idiota, é só ruim pra me adaptar.

Gregg: Não acho que você seja idiota. Não demorarei, eu prometo. Deixarei meu coração aqui, como garantia. - Ele sorriu pra ela.

Eu daria tudo de mim para ter
Só mais uma noite com você
Eu arriscaria minha vida para sentir
Seu corpo junto ao meu ♫


Selena sorriu involuntariamente. Era um dom que Gregg tinha: faze-la sorrir mesmo quando ela se sentia morrer. Ela se virou pra abraça-lo, mas terminou se batendo no braço dele. Quando ela o olhou, o rosto dos dois ficaram a centímetros. O topázio dos olhos dele era liquido, quente. Selena o olhou por um bom tempo. Gregg ergueu a mão, tocando a maçã do rosto dela com as costas da mão. Antes que pudesse pensar, Selena se lançou no pescoço dele, beijando-o. Gregg cambaleou com a surpresa, mas retribuiu o beijo. Selena foi levada por um choque ao sentir os lábios frios dele com os seus. Um tempinho depois, ela se separou dele, pronta pra se ajoelhar e pedir desculpas até a morte. Mas ele encarou ela de um jeito tão diferente, que ela perdeu o fio do pensamento. Então ele puxou ela pela cintura novamente, puxando-a pra um novo beijo, e nada mais fazia sentido ali.

Porque eu não consigo deixar de
Viver na lembrança de nossa canção
Eu daria tudo de mim pelo seu amor hoje à noite ♫


Cada segundo parecia duas vidas enquanto Selena enlaçava os braços no pescoço de Gregg. Beijar ele era completamente diferente de Nicholas. Nicholas era quente. Gregg era frio como gelo. Mas de que diabos isso importava, agora que seu coração parecia que ia sair do corpo? Estar nos braços dele foi a maior plenitude que ela provou desde que descobriu que era a "prometida" do terceiro Jonas. Pra Gregg era novo também. Que diabos ele estava sentindo por aquela mulher? Ela era sua cunhada, por Deus. Mas ele necessitava disso, agora ele sabia, ela era o seu chão.

Selena: E agora? - Perguntou confusa, quando o ar faltou e os dois se separaram, ofegantes. Ainda tinham a testa e os corpos juntos.

Gregg: Agora esse vai ser o seu segredo. O meu segredo. O nosso segredo. - Selena riu da conjugação que ele fez. Ele sorriu

Selena: Até quando? - Perguntou, perdida nos olhos dele

Gregg: Até... Nicholas descobrir e queimar nós dois vivos. - Selena fez uma careta e ele riu.

Baby, você pode me sentir
Imaginando que estou olhando em seus olhos ♫


Selena: Não demore. Por favor, Gregg, não demore a voltar pra mim. - Ela pediu, franzindo a sobrancelha. Não queria que ele fosse.

Gregg: Logo estarei aqui. De volta pra você. - Ele sorriu de canto - Ansiosamente, se ainda me quiser. - Ela riu. Ele inclinou-se novamente e a beijou. Medo. Felicidade. Paixão. Ansiedade. Remorso. Vários sentimentos se entrelaçavam ali, mas não importava. Depois ele foi embora, deixando Selena com seus pensamentos. Agora ela tinha uma perspectiva. Era desejada. Desejava.

Nicholas: Onde você estava? - Perguntou quando ela entrou em casa, rumando a escada pro segundo andar

Selena: Andando a cavalo. - Respondeu sem dar atenção. Em parte era verdade. Agora que tinha Seth, era muito mais fácil ir e voltar do chalé.

Nicholas: Gregg já foi. Estranho você não ter vindo se despedir dele. Pensei que fosse seu amigo. - Pressionou, desconfiado

Selena: E ele é. Eu o encontrei no caminho. Já me despedi. Com licença. - Ela deu as costas e subiu as escadas. Tinha um sorriso no rosto ao entrar no quarto. Pelo menos Nicholas estava pagando pelo que lhe fazia. O rosto de Gregg estava aceso em sua memória, como um ultimo sopro de ar a quem estava se afogando.


Mas ela não morreria. Ela se apegaria a isso com tudo o que pudesse. Era sua salvação. Ela sorriu ao entrar no banheiro. Se sentia mais bonita. Não sabia se era o rosto corado, se era impressão sua, ou se a cor de seus cabelos estava mais viva. Ela riu de si mesma enquanto ia abrir a torneira pra encher a banheira. Parecia uma adolescente, pensou consigo mesma. Os dias foram passando. O remorso invadiu Selena. Não por Nicholas, que ele fosse pro diabo, mas por Britt. Gregg estava com ela agora. Longe. Isso definitivamente não ajudava em nada.

Joseph: Carta do Gregg. - Disse, remexendo as correspondências. Selena ergueu o rosto, olhando-o enquanto ele lia o papel - Disse que está tudo bem por lá, a viagem foi tranquila, todos estão bem. - Ele revistou o papel - Diz que está ansioso pra voltar, mais que o normal. - Ele franziu o cenho, lendo o papel. Selena empalideceu. Que diabos Gregg havia escrito ali? - Manda lembranças a Selena. E é só. - Ele passou a outras cartas.

"Fizera de propósito.", pensou Selena, reprimindo um sorriso. Era típico de Gregg provoca-la. O tempo de Selena era vago. Vago demais.

Suri: O que você tá fazendo? - Perguntou num dia de tarde, entrando na sala de estar. Demetria tricotava uma touquinha branca pro bebê, e Selena bordava um pano

Selena: Hum? Ah, nada, só tava... - Ela arregalou os olhos. No tecido branco havia, bordado em vermelho, "Greg". O ultimo G estava em andamento. - Só estava bordando. Não tinha nada pra fazer. - Sorriu, tirando o lenço que bordava da forma

Suri: Porque tá queimando?  - Perguntou ao ver Selena jogar o lenço nas chamas da lareira

Selena: Não estava adequado. - Sorriu, voltando ao seu posto. Se pôs a bordar lenços, jogos de cama, tudo pro chalé. Pelo menos serviria de alguma coisa.

Suri: Eu sinto falta dele, também. - Observou enquanto se sentava ao lado de Selena - É claro que agora é melhor, já que eu posso sair do quarto, mas ainda assim. - Selena sorriu, triste.

Mas os dias foram passando, e não havia mais o que bordar. Gregg não voltou. Selena expulsava a todo custo a melancolia dentro de si, mas não era fácil. Nem animo pra discutir com Nicholas mais ela tinha. Gregg não escreveu, sabia que era arriscado demais. Mas não ter noticias dele era pior.

4 comentários:

  1. Ah por que Selena!
    vai demorar muito pra Nelena acontecer? eu vou acabar surtando!!
    Ah se quiser ver como seu lay esta ate agora vou mandar o link
    http://laysweetnelena.blogspot.com.br/

    Ainda falta bastante coisa, mais ja estou terminando!

    ResponderExcluir