sexta-feira, 23 de maio de 2014

Original Sin - 15 Caitulo

| |




Junto com Gregg, o medo de Selena voltou. E se Nicholas realmente fosse um vampiro? Ela agora observava ele comer. Ele parecia tranquilo, distante, enquanto almoçava. Vampiros não comem, ela se lembrava a todo tempo.

Selena: Tó. - Ela disse, impulsivamente pegando a concha da mão dele enquanto ele se servia. Colocou em seu prato uma quantidade bem maior do que o normal. Demetria não deu atenção, Joseph olhou, Suri franziu a sobrancelha, achando graça. Gregg disfarçou o riso com um tossido. Nicholas, que estava com a boca cheia, ergueu a sobrancelha.

Nicholas: Qual o seu problema? - Perguntou após limpar a boca com o guardanapo, encarando-a, desconfiado.

Selena: Nenhum. - Disse, voltando ao seu lugar, após deixar o prato dele com uma montanha adicional de comida. - Bom apetite. - Ela apontou a comida sugestivamente, apoiando o rosto nas mãos, e encarando-o.

Nicholas a encarou por um momento, depois deu os ombros e voltou a comer. Comeu metade do que Selena colocou, dando-se por satisfeito. Ela só beliscou um pouco da sua comida, olhando-o fixamente. Esse era o lugar mais chuvoso na terra, como ela ia arrastá-lo pro sol? Os dias foram passando, calmamente. As noites, em sua maioria, eram tomadas por tempestades.

Selena: Tá tarde. - Ela murmurou sentada numa poltrona, com o livro - Tarde demais - Concluiu ao olhar o relógio. Passavam das três da manhã. Todos já haviam ido se deitar, mas ela ficou lendo.

Reprimindo um bocejo, ela fechou o livro, pôs em seu lugar e caminhou pro seu quarto. A chuva açoitava as janelas do lado de fora. Quando ela entrou no quarto, Nicholas dormia com a barriga definida virada pra cima, um braço forte caído pro lado da cama. "Um coração que não batia", foi o que veio na cabeça de Selena a inicio. Ela caminhou até ele na ponta dos pés, colocando-se ao seu lado. A respiração dele era superficial, calma. Selena observou o marido por um tempo. Se fosse sempre assim, sem aquela mascara de raiva e frieza, tudo seria tão diferente. Ela ergueu a mão, hesitante. Tocou o peito esquerdo dele por um momento, admirando-se da musculatura definida que tinha. Logo após concentrou-se. Deixou a cabeça cair pro lado, como uma criança curiosa, ao sentir um leve tamborilar por debaixo dos dedos. Ela fez um pouquinho mais de pressão. O tamborilar do coração de Nicholas continuou, ritmado, calmo. Ela se prendeu a aquilo. Mas um item pra tirar da lista, ela pensou, surpresa.

Nicholas: É, está batendo. - Ele murmurou, rouco, ainda de olhos fechados. Selena se assustou e se levantou as pressas, mas ele segurou o seu braço - Bu! - Sussurrou divertido, abrindo os olhos. O toque quente dele inflamava na pele dela.

Musica: Till we ain't strangers Anymore - Bon Jovi

Selena: Você e essa maldita mania de me assustar. - Nicholas riu, os dentes refulgindo perfeitamente a luz de um trovão. - E me solte. - Pediu, tirando a mão dele.

Nicholas: O que você estava pensando, petit? - Perguntou, divertido

Selena: Nada. - Se defendeu - Eu só estava... estava... tocando em você. Não posso mais? - Nicholas ergueu a sombrancelha, irônico

Nicholas: Quer dizer que agora você quer me tocar. - Ele observou, ainda rouco do sono. Ele puxou ela de vez, fazendo-a sentar-se em seu colo, e se sentando também. Selena o encarou, surpresa. - Tudo bem, então. - Ele sorriu, simplesmente e a beijou.

Coloque a cabeça em meu travesseiro,
Eu sentarei ao seu lado na cama;
Você não acha que está na hora
De dizermos algumas coisas que não foram ditas? ♫


Havia tempo que ele não a beijava. Sua mão era possessiva dentro dos cabelos dela, puxando-a pra si, enquanto seus lábios se oprimiam. O gosto dela era ainda mais doce do que sua memória lhe dizia. Já ela estava inebriada até por seu cheiro. Minutos depois, ou poderiam ter sido vidas, o ar acabou, o que o fez descer os beijos pro pescoço dela, ávido. Selena sentia a boca latejar enquanto os lábios dele lhe acariciavam a pele. "Perto demais da garganta.", seu subconsciente lhe avisou.

Selena: E-espera. - Ela murmurou, encolhendo o pescoço. Nicholas riu com a boca pousada no ombro dela

Nicholas: Qual o problema? - Ele perguntou perto do ouvido dela. O hálito quente dele fez ela perder o rumo por um tempo. Qual era o problema mesmo?

Selena: É tarde. - Ela disse, pegando o rosto dele dentre as mãos. Ela o encarou por um instante. Nicholas prendeu o riso vendo o rosto atônito dela. Por esse momento, ele esqueceu de odiá-la, esqueceu de tudo. Ela apenas era sua mulher, só isso. - Você precisa dormir, descansar. - Nicholas assentiu, mordendo a língua pra não rir - Boa noite. - Ela selou os lábios com os dele demoradamente, antes que pudesse se refrear, depois fez impulso pra se levantar.

Nunca é tarde para voltar àquele lugar,
De volta pelo caminho que nós estávamos;
Por que você não olha para mim
Até deixarmos de ser estranhos? ♫


Nicholas puxou ela de volta com tudo, fazendo-a soltar um gritinho de susto, e rolando de lado, colocando-a deitada em seu lado da cama, de costas pra ele, mas ainda abraçando-a pela cintura. Ele deu uma mordida de leve na nuca descoberta dela, e Selena gritou se jogando pra fora da cama, caindo ajoelhada. Ele riu ainda mais enquanto se ajeitava em seu lugar. Selena, mesmo com medo, sorriu, enquanto tirava o hobbie se preparava pra dormir. Selena acordou cedo naquele dia. Suri tinha uma pilha de espartilhos sujos, e ela não podia manda-los pra lavanderia, ou Nicholas os confiscaria. Selena ia, ela tremeu só de pensar nisso, lavar tudo. Nicholas, como sempre, não estava mais lá. Ela pegou a pilha de espartilhos e partiu pra lavanderia da mansão. Lá haviam várias pias enfileiradas, os produtos armazenados em caixas. Era um pouco elevada do chão, e no corredor que ficava em baixo dava passagem a dispensa. Selena começou desastrada, mas depois pegou o ritmo. Não era tão ruim.


Nicholas: Depois dê a relação completa a Rosa, ela fica encarregada dessa parte. Por ultim... - Ele dava ordens a um empregado que seguia ele, anotando o que dizia. Parou quando passou pelo corredor da dispensa. A pessoa pra lavar alguma coisa tinha que ficar agachada. Ele nunca dava atenção quando passava ali. Mas ele conhecia bem aquele par de pernas, descobertos pelo luxuoso vestido azul marinho. Já havia visto, já havia tocado, já havia acariciado. - Vá. Faça o que eu mandei, e se faltar algo, consulte Joseph. - Ordenou, olhando fixamente as pernas de Selena pelo vão da pia.

Selena, por estar atrás da pia, não via o corredor abaixo. Estava cantarolando distraidamente enquanto lavava um espartilho, e não viu Nicholas se aproximar. Ele se fixou atrás dela, observando-a atentamente.

Selena: Mas o que... - Ela se virou, pra olhar o que fazia sombra nela. Quase teve um enfarte. - Ai! - Ela escorregou no chão molhado e ia dar de cara na agua, mas as mãos de Nicholas a seguraram pela cintura antes que ela pudesse se molhar

Nicholas: Será que você pode me explicar porque diabos as pernas da minha mulher estão expostas na bancada dos empregados? - Ele perguntou calmamente, após por ela de pé.

Selena: Eu estava, estava... como você soube que as pernas eram minhas? - Perguntou, indignada

Nicholas: Eu conheço cada pedaço seu, Selena. - Selena revirou os olhos - Ok. Vamos ver. Você não prende os cabelos porque acha que as pontas deles ficam como feno. - Selena arregalou os olhos. Como ele sabia disso? - Você usa as três ultimas laçadas do corpete mais folgadas, porque acha vulgar deixar os seios pressionados. - Ela corou violentamente. Nicholas sorriu, triunfante. - Você tem um sinal, uma pintinha minima, na parte interior da coxa esquerda.

Selena: Já chega! - Ele riu - Eu entendi.

Nicholas: Porque está aqui? - Perguntou, sério.

Selena: Eu não tinha nada pra fazer. - Mentiu. Sabia que fora um lixo, mas foi o que veio a mente - Estava...entediada. - Concluiu

Nicholas: Entediada? - Ele riu - Deixe-me ver. - Ele olhou a roupa que ela lavava - Ah, você me desobedeceu. Pensei ter mandado deixar isso lá. - Ele lembrou, duro - Mas sem problemas, se você estava entediada, me deixe te ajudar. - Ele segurou ela pelo cotovelo, levando-a pra fora da lavanderia.

Selena não sabia o que esperar. Nicholas passou pela área dos empregados, chegando a cozinha.


Nicholas: Rosa. - Ele disse, malévolo - Selena fará a faxina da casa hoje. - Rosa arregalou os olhos e Selena engasgou - Você não estava entediada? - Perguntou, frio - Então. Ela vai limpar, varrer, lavar, tudo o que houve pra ser feito. - Ele se virou pra Selena, que ainda procurava achar sua voz - Coitada da Suri se eu voltar e essa casa não estiver um brilho. - Ele avisou, duro - Tenha um bom dia, meu amor. - Disse ironicamente e selou os lábios com os dela, antes de sair, deixando Selena atônita.

Nicholas não voltou pro almoço. Selena trabalhou como uma condenada durante toda a manhã.

Gregg: Selly? - Franziu o cenho ao ver ela começar a lustrar a mesa da sala.

Selena: Como? - Perguntou, distraída - Ah, oi. - Sorriu, cansada

Gregg: O que você tá fazendo? - Perguntou se aproximando

Selena explicou tudo sobre os espartilhos de Suri, o ocorrido na lavanderia pela manhã, e o que Nicholas dissera. Quando terminou, foi pra cozinha, acompanhada de Gregg.

Gregg: Isso é absurdo. - Rosnou, tomando o paninho da mão dela - Você não vai limpar nada. Eu não vou permitir. Deixe que de Nicholas eu cuido. - Selena nunca havia visto Gregg tão irritado. Nada bom, pensou consigo mesma. A ultima coisa que precisava era Gregg brigando com Nicholas por sua culpa.

Selena: Não! - Ela pegou o paninho dele - Olha, eu não quero brigas com Nicholas. Não hoje. Eu o desobedeci. Esse é o preço. Por favor, por favor, não interfira Gregg.

Gregg: Mas, Selly... - Interrompido

Selena: Por favor. - Implorou de novo - Agora eu preciso... eu tenho muito a fazer. Licença. - Ela saiu da cozinha, deixando Gregg incrédulo.

A tarde passou normalmente. Gregg mandou um mutirão de empregados fazerem o trabalho na frente de Selena, mas não haviam empregados suficientes pra limpar a toda a mansão antes da loura continuar. Longe dali, na entrada da fazenda, Nicholas voltava pra casa, tranquilo.

Rosa: Senhor. - Interpôs aproximando-se do cavalo de Nicholas, que a encarou - Ela está se machucando, senhor. - Lamentou - Eu sei que ela errou, mas ela já fez o suficiente e... - Interrompida

Nicholas: Do que está falando? - Perguntou, franzindo o cenho

Rosa: Do castigo que deu a senhora. Ela já fez muito, está exausta, e está se machucando. Não ouve ninguém que a mande parar.

Nicholas: Mas que... - Ele não completou a frase, esporreou o cavalo, disparando a galope em direção a mansão. Selena devia ter enlouquecido se estava fazendo o que ele pensava que estava.

Nicholas praticamente voou do cavalo ao chegar na frente da mansão. O cavalo nem tinha parado e ele desmontou, disparando pra dentro de casa. Foi direto a cozinha, sabia que ela estava lá. Parou, travado a porta. Selena estava lavando uma pilha de louças. O olhar dele voou pra mão dela. O dedo indicador da mão esquerda sangrava fluidamente, enquanto ela insistia com uma taça.

Nicholas: O que você está fazendo? - Perguntou, sério

Selena: Ai! - Ela deixou a taça escorregar com o susto. A taça bateu no batente da pia, e na tentativa falida de Selena evitar a queda, richocheteou vidro pra mão dela. Ela fechou o punho instintivamente. O cristal lhe cortou profundamente a palma da mão esquerda. Segurando o punho, ela largou o caco de vidro, que bateu no chão, enquanto o sangue inundava sua mão.

Nicholas: Não se machuque assim. - Ele murmurou, se aproximando dela.

Mas Selena escondeu a mão nas costas. Se Nicholas fosse um vampiro, ela não queria, de jeito nenhum, ter seu sangue tão exposto.

Nicholas: Vamos, eu não bebo isso, petit. - Disse após revirar os olhos, pegando a mão dela. - Olha o que você fez. - Ele balançou a cabeça negativamente enquanto o sangue de Selena manchava sua mão.

Selena: O que eu fiz? - Ela disse, olhando ele enquanto ele avaliava seu corte. - Foi você quem me mandou limpar tudo, a culpa é sua. - Disse, ressentida

Nicholas: Por Deus, eu estava blefando, Selena. - Ele meteu a mão dentro do palitó, tirando um lenço branco de linho, cuidadosamente dobrado de dentro

Selena: Suas mudanças de humor estão me deixando desorientada. - Murmurou, enquanto ele sacudia o lenço, desdobrando-o.




Selena gemeu quando a mão de Nicholas lhe tocou o corte, por cima do lenço. Ele enrolou a mão dela, e o lenço que era alvo, foi ficando cada vez mais vermelho. Ele levou ela pro andar de cima, abrindo a porta do quarto dos dois. Selena estava ficando tonta pelo sangue que perdia, então, não reclamou quando ele entrou no banheiro do quarto com ela.

Nicholas: Eu preciso fazer isso parar de sangrar. - Disse a si mesmo, enquanto colocava a mão dela debaixo d'agua. Selena suspirou de alivio. A agua ajudava. - Mantenha a mão ai. - Disse enquanto ia pra trás dela.

Selena: O que você está fazendo? - Perguntou ao sentir ele desenlaçando seu vestido. Depois se tocou. Se ela pudesse pedir uma coisa nesse momento, seria um banho. Ele terminou de tirar a roupa dela pacientemente enquanto enchia a banheira. Depois que ela, se sentindo fraca demais pra brigar, se sentou, ele sentou na bancada atrás da banheira.


Nicholas: Eu não acho que pareça feno. - Disse prendendo o cabelo dela em um comprido rabo de cavalo. Selena sorriu de canto, relaxando com o banho. - Selly, o que você fez hoje?

Selena: Eu limpei. - Ela murmurou, sonolenta - Lavei, varri, fiz de tudo um pouco. Porque? - Ela virou o rosto pra ele

Nicholas encarou ela por um tempo, depois soltou um grunhido baixinho. Pediu um minuto, e saiu. Ela não era louca de ter desobedecido. Não isso. Ele tentava se tranquilizar enquanto avançava pela escada. Quando chegou ao terceiro andar, o lugar tinha apenas a luz fraca que entrava pelas frestas da janela fechada. Ele avançou pela enorme sala, olhando pros lados. Nada ali parecia ter mudado desde a ultima vez em que ele estivera. Seu olhar se fixou em algo encostado na parede do fundo. Ele respirou fundo, já tranqüilo, enquanto voltava pro quarto. Selena ainda precisava dele.


Comentem Gattonas.


Creditos: Samilla Dias

3 comentários:

  1. Awn Nelena, amei, assim que eu chegar em casa começo o seu lay, prometo acabar mais rapido se você postar mais hehe

    ResponderExcluir
  2. estou aqui atualizando seu blog o dia todo pra ver se o 16 sai porque vou ficar dois dias ou mais sem entrar aqui kkkkkkk
    pooooooooooostaaaaa!
    Diva s2

    ResponderExcluir