sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Capitulo - 49

| |
Eram quinze pra noves quando a campainha tocou. Selena já estava pronta a alguns minutos bastante satisfeita com o seu visual. Uma calça jeans preta juntamente com uma camisa branca que lhe acentuava a curva dos seios, e um sinto bastante grosso envolto em sua cintura na altura do umbigo. O cabelo estava preso em um rabo de cavalo deixando o rosto bastante em evidencia, com os olhos e boca bem pintados.
Desceu as escadas apressada antes que Nicholas tivesse a chance de aparecer e fazer alguma coisa que a deixaria envergonhada. Não estava nem um pouco arrependida... Ainda.
Ela abriu a porta e o homem a olhou dos pés a cabeça:
- Você deve ser Alan. - ela disse também o avaliando
- E você Selena. - ele disse abrindo um sorriso simpático.
- Podemos ir? - ela perguntou torcendo por não parecer apresada
- Claro. - ele respondeu lhe oferecendo a mão.
Ela aceitou a mão que lhe era estendida e virou-se pra fechar a porta.
- Aonde você vai? - a voz de Nicholas vinha da escada e foi impossível que ela não se vira-se para olhar.
- Vou sair. - ela respondeu satisfeita pela cara dele.
Ela fechou a porta e ele não tentou impedi-la. Se quer disse algo do tipo “daqui você não sai”. E foi impossível ela não se sentir mal. Queria vê-lo bravo, com... com... ciúmes talvez? Sim, ciúmes.
Durante todo o tempo, ela se perguntava o que Nicholas deveria estar pensando...
- Selena? - Alan disse sorrindo
- Desculpe... O que você disse?
- Se você gostou do peixe.
- Sim, esta ótimo.
- Que bom, porque você esta comendo bife. - ele disse rindo e ela corou se sentindo estupida.
- Desculpe.. não estou sendo uma boa companhia hoje.
- Bobagem, estou adorando conversar com você. - ele disse tomando um gole de vinho – Espero que o seu marido não queira me matar depois. Ele é aquele cara com raiva que perguntou onde você ia?
Selena arregalou os olhos e logo tentou desmentir:
- Não, não sou casada.
- Sério? - ela assentiu – Você tem uma aliança no dedo. - Novamente ela se sentiu estupida e corou – Então, quanto tempo de casados?
- Dois meses e meio.
- Como se conheceram?
- Ele era meu chefe. - Não tinha mais motivos para mentir
- Puxa, isso é emocionante. - ele disse parecendo interessado – E posso perguntar porque brigaram?
Será que ele não errava uma?
- Por causa da secretaria dele. Ele não quis demiti-la... - ele voltou a adivinhar
- E aposto que a******** fica dando em cima dele.
- Exatamente! Como você adivinhou? - ela perguntou começando a ficar assustada
- Isso esta escrito na sua testa. - ele disse depois de soltar uma risadinha – E então, qual é o plano? Sair comigo pra ele ficar se mordendo de ciúmes?
Ela corou ainda mais... Preferiu não mentir, afinal, ele estava sendo tão simpático.
- Na verdade é isso mesmo. Desculpe eu não sei onde estava com a cabeça quando liguei para  Dmetria e pedi para ela marcar o encontro! Estou tão envergonhada … - ele riu de novo
- Do que você esta falando? É um ótimo plano! - ele parecia divertido – Na verdade estou sentindo a adrenalina correr pela minhas veias por estar no meio de tudo isso! É exitante!
- Você não esta... chateado?
- Não! - ele respondeu rindo – Na verdade eu aceitei o encontro porque Demetria insistiu. - ele fez uma careta – Sabe como é, você é super bonita, mas… não é bem o meu tipo. Prefiro músculos, tórax definidos... Esse tipo de coisa - Selena arregalou os olhos
- Você... você é gay? - ela perguntou
- Você não tinha desconfiado? - ele perguntou divertido e ela negou – Nem quando eu elogiei os seus sapatos?
Foi a vez dela rir.
- Bom, obrigada então. - ela disse sorrindo
- Não tem de que. - ele respondeu sorrindo – Que tal esticarmos mais um pouquinho a noite? Tem uma boate aqui perto que é excelente!
Selena olhou para o relógio. Eram treze para a meia noite... não tinha problema ficar mais um pouco, tinha? Afinal fazia tempo que não se divertia tanto. Alan sem duvida era uma ótima companhia.
- Acho que talvez uma ou duas horas não farão mal a ninguém. - ela disse concordando.
Assim como Alan havia lhe dito a boate era excelente e estava cheia.
Gay... ela nunca teria imaginado. Ele estava tão masculino e bonito dentro da camisa social que varias mulheres não disfarçavam o olhar minucioso em cima dele.
Selena não se recordava a ultima vez que havia dançado tanto em sua vida. Sua camisa estava colada ao corpo devido ao suor e a de Alan não estava diferente.
- Olha aquele cara a seu esquerda... - ele lhe confidenciou enquanto dançavam - … ele é um gato! Pena que esta interessado em você...
Selena olhou para trás e encontrou o homem do qual Alan se referia. Era muito bonito sem duvida, porem, era alguns centímetros mais baixo que Nicholas.. e o cabelo era claro de mais. Os ombros também não era tão largos como os de Nicholas.
Nicholas … - como ela havia conseguido esquecer dele durante tantas horas?!
- Acho que já esta na hora de ir embora. - ela disse olhando para o relógio que marcava três e cinquenta da madrugada.
- Tudo bem vamos.
- Não, pode ficar eu chamo um táxi.
- E estragar toda a encenação? - ele lhe deu uma piscadela – Nada disso, vamos.
Ele a pegou pela mão e a levou até onde o carro estava estacionado.
- já pensou o que vai dizer para ele? - Alan perguntou quando estavam a poucos quarteirões da casa de Nicholas.
- Vou dizer a verdade... que saímos para jantar e fomos dançar. - ela disse tentando ignorar a pitada de ansiedade
- E vai dizer pra ele sobre a minha opção sexual?
- Talvez.
Alan assentiu e logo o carro entrava pelo portão principal da casa.
- Obrigado por tudo. - ela agradeceu assim que fechou a porta do carro.
Ele lhe mandou um beijo e arrancou com o carro.
A casa estava em total escuridão quando ela entrou. O ambiente mergulhado no silencio mostrava que Nicholas não a esperava.
“Ótimo, ele definitivamente não se importa!” - admitiu para si mesma tentando ao máximo ignorar a pontada de decepção que lhe atingia o coração.
Como uma adolescente fugitiva, ela tirou o salto alto e começou a subir as escadas tentando não provocar ruido nenhum.
Ela passou pela porta de seu quarto e para a sua surpresa uma mão lhe agarrou o ombro. Foi tudo tão rápido que Selena só percebeu o que estava acontecendo quando se sentiu esmagada entre a parede e um corpo másculo e firme que ela conhecia muito bem:
- Eu vou matar aquele cara, me ouviu? Só não sei se antes ou depois de você!
Algo no tom da voz dela a deixou assustada:
- Você esta me machucando... - ela disse num sussurro falhado e ele se afastou um pouco diminuindo a pressão
- Eu quero saber onde vocês foram, e quero saber quem ele era também. - não era uma pergunta era uma ordem direta
- Fomos jantar e depois saímos para dançar. - ela não sabia porque exatamente estava respondendo, afinal não deveria fazê-lo, e estava se sentindo estupida por tudo isso.
Nicholas apertou tanto o maxilar que ela jurou ter ouvido o barulho de algo trincando. Por algum motivo, uma necessidade imensa tomou conta dela e ela falou de maneira calma :
– Ah, e o nome dele é Alan e ele é gay.
Nicholas a encarou como se lhe lesse a alma e ela sabia que ele estava procurando pela verdade... E a encontrou sem nem mesmo precisar perguntar mais alguma coisa, e ele entendeu tudo.
Ela havia feito aquilo para lhe causar ciúmes e pelos deuses ela havia conseguido!
- Nunca mais faça isso comigo Selena, você me ouviu? Nunca! Céus, eu quase morri de ciúmes pequena! - e então novamente para a surpresa de Selena ele a beijou da forma mais doce e carinhosa que poça se imaginar.


Iaiii o que acharam???


Capitulo grande pra recompensar.

Ta chegando na reta finall, vcs vão amar a proxima Fic ( Não e de minha autoria)


Comentemm

Beijinhos Gattonas ;)

2 comentários:

  1. Amei!!!
    Que bom que você está de volta. Poste Logo!

    ResponderExcluir
  2. Que buitinho o Nick com ciumes adorei o cap

    ResponderExcluir