sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Capitulo - 29 (hot)

| |
Tentando não demonstrar desconforto, ele terminou de beber o resto do café que ainda se encontrava em sua xícara, e então o silencio foi quebrado por Nicholas:
- O que você acha de hoje encomendarmos algo pronto de algum restaurante aqui perto? - ele disse estralando os dedos das mãos
- Por mim tudo bem. - ela disse sorrindo – Acho que vou aproveitar para tomar banho então...
Ele assentiu sorrindo enquanto pegava o telefone.
Enquanto subia as escadas ela ainda pode ouvir ele iniciando o pedido por telefone.
Sem pressa nenhuma ela afundou na banheira se deliciando com um banho quente e aproveitando para lavar os cabelos. Logo após enxugou-se e enrolou-se no roupão grosso e confortável de algodão.
Quando voltou a descer as escadas novamente, foi inevitável não sorrir diante a tal cena. Atrapalhado, Nicholas estava terminando de colocar os pratos na mesa.
- Podia esperar que eu te ajuda nisso. - ela disse percebendo que ele também já havia tomado banho
- Venha... sente-se. - ele disse indicando a cadeira.
Juntando-se a ele, ambos começaram a se deliciar com a deliciosa e tipica comida italiana, enquanto conversavam assuntos rotineiros... assuntos que casais normais costumam conversar.
Após uma crise de gargalhadas ambas suspiraram satisfeitos, e Selena logo pulou da cadeira começando a recolher a louça e levando-a até a pia, e assim começando a lavá-la.
Não pode deixar de se surpreender quando viu Nicholas pegando um pano e começando a enxugar as louças já limpas, ao invés de subir e ir trabalhar em seu escritório como fazia todas as noites. Curiosa de mais, ela teve que perguntar:
- Você não vai trabalhar hoje?
- Hoje não... - ele disse enxugando um prato
O silencio voltou a ficar pesado entre eles... e novamente foi Nicholas que o quebrou:
- Porque ultimamente você anda quieta?
- Hmm... - ela disse dando de ombros - … estou com dor de cabeça hoje.
Ele não estava se referindo apenas aquela noite e sim, desde o dia que voltaram do Canada, porem ele se satisfez com a resposta e de pronto largou o pano em qualquer lugar e uma sorriso malicioso iluminou seu rosto:
- Sabe.. eu sei como fazer essa dor de cabeça sumir.
- Serio ? - ela disse entrando no jogo e desligando a torneira – Como?
Um sorriso estava prestes a surgir nos lábios dela e Nicholas percebeu.
- Vem aqui que lhe mostro... - ele disse com a voz tão mansa que um arrepio percorreu todo corpo de Selena enquanto ele inclinava a cabeça e colava seus lábios.
Uma caricia leve e carinhosa que se transformou em uma dança sensual de línguas e sabores... era sempre assim com eles!
Com um gemido rouco ele a abraçou pela cintura, prensando o corpo dela entre a pia e o seu próprio corpo. Nicholas interrompeu o beijo e a olhou nos olhos:
- Porque você não deixa essa louça de lado e sobe para o meu quarto... - não era uma pergunta, ela percebeu.
Ela sorriu sem desviar o olhar e apenas assentiu vendo o olhar dele brilhar de desejo assim como o dela.
E então ela o beijou... como uma das poucas vezes que fazia, ela tomou a iniciativa o deixando ainda mais satisfeito.
A louça que fosse aos diabos... - ela pensou antes de jogar os braços ao redor do pescoço dele e abrir os lábios recebendo a língua quente e ávida de Nicholas.
Nicholas notou que Selena o envolvia pelo pescoço e que se punha na ponta dos pés, encaixando o corpo no seu e ameaçando totalmente seu auto controle. Controlou a si próprio, respirando junto dela, permitindo-se saborear cada recanto da boca doce...
Puxou-a mais para si, as mãos deixando a cintura delgada para acariciar as curvas dos quadris por cima do grosso roupão de algodão.
Selena soltou um gemido e o som pareceu vibrar dentro de Nicholas, ateando fogo em seu sangue que corria como louco pelas veias e arterias.
Ergueu-a nos braços, e tentando controlar a si proprio começou a subir as escadas com cuidado, tendo as penas torneadas de Selena ao redor de sua cintura.
Quando em fim entraram no quarto Nicholas retomou-lhe a boca e a deitou. Mordiscou o lábio carnudo até ela gemer de prazer, e só então aprofundou o beijo, a beijando com quase violencia.
Ela o envolveu nos braços, sentindo-se derreter com o beijo, com o calor do corpo másculo e exigente sobre o seu.
Cada parte de seu corpo latejava de expectativa.
Com o rosto carregado de tensão devido ao desejo intenso, Nicholas desamarrou-lhe o cinto e tirou-lhe o roupão devagar, jogando-o ao chão.
Ambos arfaram. Ele cobriu-lhe os seios com as mãos; com a língua, contornou um mamilo rígido, depois o outro, antes de cerrar os lábios em torno de um bico para sugá-lo, testando os contornos, pressionando a carne com os dentes.
Ela era perfeita, demais! O cheiro da pele era tão inebriante e enlouquecedor...
— Nicholas! — Selena exclamou quando ele baixou a cabeça e capturou o mamilo com a boca.
— Meu Deus... — a voz de Nicholas soou rouca. — Você é maravilhosa!
Selena sentiu que corava, porém mal teve a chance de se recuperar... Arqueou o corpo e ofereceu os seios mais uma vez.
— Toque-me... — ela murmurou contra os lábios quentes, a respiração entrecortada.
As mãos de Selena dançavam sobre ele como chamas, incendiando-o com uma paixão havia muito contida. Ele gemeu.
Libertando-se de todos os freios, Nicholas puxou-lhe a cabeça para baixo para beijá-la e sentir o fogo dos lábios dela. Iniciou, então, uma jornada de exploração, não parando até o instante em que a tocou em seu ponto mais íntimo, fazendo-a contorcer-se e emitir um fraco gemido, cerrando as pernas contra as dele. Continuou a explorá-la com a mão em círculos torturantes.
Selena fechou os olhos, louca de volúpia.
Com toques gentis e enlouquecedores, Nicholas a fez atingir o clímax.
Selena se agarrou aos ombros fortes e pendeu a cabeça para trás contendo um grito preso em sua garganta.
Não suportando mais e sentindo que estava perto do fim, Nicholas se livrou do proprio roupão praguejando baixinho e fazendo Selena sorrir.
- Você me mata garota! - ele disse voltando a lhe beijar a boca com desejo, reacendendo todo o corpo de Selena novamente.
Afastou-lhe as pernas e continuou a fitá-la enquanto deslizava para dentro dela, sentindo o calor dela lhe envolver o membro duro e ereto.
Dominado e entregue ao desejo ele segurou-lhe as mãos acima da cabeça e ficou observando-a, vendo o prazer dominá-la antes de, enfim, entregar-se à explosão final, despertando sensações que jamais foram tão intensas.
Entre eles era sempre assim. A magia nunca acabava e era sempre tão intenso que os pulmões imploravam por ar...
Ele rolou o corpo para o lado com a respiração entre cortada. Aquela noite havia sido tão especial!
Ela tirou os cabelos molhados - um pouco pelo suor e outro pelo banho - da própria testa e respirou fundo.
Nicholas a puxou para o calor de seus braços, acomodando-a em seu peito.
- Espero que Demetria não fique zangada. - ele disse tirando uma gargalhada de Selena.
Selena permaneceu controlada o tempo todo, e não soube dizer quantos minutos ou quantas horas se passaram até a respiração de Nicholas se tornar pesada e regular... Ele havia dormido.
Selena respirou fundo, juntando todo o seu autocontrole e toda a sua coragem, fazendo aquilo que passara a fazer todas as noites.
Com movimentos calculados, ela saiu vagarosamente dos braços de Nicholas que gemeu e continuou em um sono profundo.
Cuidando para não fazer barulho algum, ela juntou seu roupão do chão e começou a caminhar até a porta.
Estava prestes a sair quando escutou Nicholas se mexer. Arregalou os olhos assustada. Céus se ele acordasse estaria tudo perdido!
Virou-se para a cama novamente e engoliu seco aliviada quando constatou que Nicholas tinha apenas mudado de posição.
Continuou caminhando em direção a porta silenciosa como uma felina... como uma puma, e ainda sem provocar barulho algum, ela a fechou olhando uma ultima vez para o homem completamente nu deitado na cama.
Céus como tinha vontade de voltar se encaixar naqueles braços e se sentir protegida novamente. Mas não podia. Isso só pioraria a situação ainda mais para ela. Não era tola... sabia que já havia se envolvido mais que os limites permitidos com Nicholas, porem mesmo assim não aceitava! Não iria cair na armadilha criada pelo coração.
Caminhando para o seu quarto ela prometeu a ela mesma que não iria chorar. Não iria ser fraca e muito menos ira criar ilusões. Só havia uma coisa em comum entre ela e Nicholas, e por coincidência era o que eles mais gostavam de compartilhar: Sexo. Sexo e nada mais. Definitivamente nada mais!
Entrou em seu quarto e ignorou o fato dele estar frio, escuro e sem o Nicholas. Colocou seu pijama e deitou-se na cama, cobrindo-se até o queixo com as cobertas e fechando os olhos, como sempre fazia, esperando pacientemente seus nervos e suas emoções se acalmaram e o sono chegar.

Demorou cerca de uma hora para enfim dormir, e quando isso aconteceu, seus sonhos foram sensualmente invadidos por um único homem : Ele.

Meninas...... Comentem

Beijonas

3 comentários:

  1. Coitada da Selena nem imagina que o Nick sente o msm por ela amei

    ResponderExcluir
  2. AAAAAAAAAAHHH Q PERFEITO, TODA A HISTÓRIA, PERFA DEMAIS. Sério
    POSTA LOGO POR FAVOR.

    ResponderExcluir